Sensor digital para monitoramento da temperatura do motor

Um upgrade a ser feito em nossas viaturas e que é consenso entre praticamente todos os proprietários é a instalação de um sensor auxiliar para monitoramento da temperatura do motor, tendo em vista que o sensor original “Lãndirrôvi” possui um delay gigantesco e, em caso de superaquecimento do bloco, quando o ponteiro do mostrador começar a subir na prática o motor já sofreu avarias.


Eis o sensor original. Se o ponteiro chegar no vermelho já pode quebrar o cofrinho para trocar a junta do cabeçote (em um cenário otimista).

No mercado existe uma grande variedade de produtos que entregam mais ou menos essa proposta de monitoramento que vou mostrar aqui, inclusive existe um modelo muito difundido entre os LRs que é oferecido por um valor que considero demasiadamente alto (por volta dos R$450,00)  e que além disso possui um mostrador muito grande e chamativo para ser instalado no painel.

Partindo desta premissa fui em busca de algo financeiramente mais em conta e esteticamente mais discreto, então nas minhas pesquisas encontrei um mostrador digital “xing-ling” bem compacto e com display verde, que combina com a retroiluminação original da jabiraca. Este mostrador é um termopar do tipo K, com range de temperatura entre -30ºC e 800ºC, precisão de 0,3ºC e atualiza os dados quatro vezes por segundo.

Segue o link que utilizei para a compra: https://www.ebay.com/itm/XH-B310-Digital-Thermometer-12V-Temperature-Meter-K-type-M6-Thermocouple-Teste/352217289532

Display com a sonda original e detalhes de engate que proporcionam um acabamento perfeito caso o painel seja recortado com precisão.

Selecionado o display surgiu outro problema: a sonda dele, além de ser muito curta (1 metro de comprimento) tinha um ponteira que não servia para acoplar em lugar algum do motor. Portanto prossegui a busca até achar uma sonda do tipo “olhal” e com 3 metros de comprimento. Esta sonda também é um termopar do tipo K, portanto compatível com o display, e tem um range de medição de -40ºC e 1000ºC.

Segue o link que utilizei para a compra: https://www.ebay.com/itm/K-Type-Thermocouple-Temperature-Sensors-with-10mm-id-Washer-for-Cylinder-Head/221824270847

Não tem erro, para substituir a sonda basta remover a quem vem original com o display e instalar a nova. Vermelho no vermelho e azul no azul. No meu caso sobrou cabo… com essa metragem dá para instalar o display em qualquer lugar do painel e a sonda em qualquer lugar do motor.

Para a instalação propriamente dita contei com a ajuda do landeiro Dari Desbesel, proprietário da oficina ViaTruck aqui de Santa Cruz do Sul. Ele me fez a cortesia de realizar a furação no painel e conectar o display no pós-chave (15+) da viatura, então sempre quando a chave está virada automaticamente o display liga e o sensor entra em funcionamento. Simples e prático.

Acabamento perfeito. Mesmo tom de verde da retroiluminação original do painel e mesma aparência do plástico original dos acabamentos.

Já no cofre do motor passamos a sonda pela borracha do lado do motorista a até o olhal de içamento do motor localizado na parte de trás do bloco.

Trajeto do cabo até o olhal de içamento.

Detalhe de onde acoplamos a sonda junto ao olhal de içamento.

Anteriormente havíamos instalado a sonda no olhal de içamento da parte da frente do motor, no entanto daquela forma havia percebido que o vento da ventoinha ligada ou o vento do ambiente externo quando a Defender estava em movimento refrigeravam a sonda para temperaturas abaixo da temperatura real do bloco. Contudo com a sonda na posição posterior (traseira) esse problema foi eliminado ou pelo menos atenuado para valores desprezíveis. Na prática tenho observado valores de aproximadamente 65ºC para o veículo em velocidade de cruzeiro e no plano, 57ºC~60ºC para descidas de serra, 72ºC~75ºC para subidas de serra ou em situações de veículo parado.

Ainda, para quem possui a tampa de cabeçote do motor 2.8, assim como eu, recomendaria a instalação da sonda no bujão da parte de cima da tampa, pois este elemento tem contato direto com o fluido do sistema de arrefecimento.

Para quem tem o motor 2.8 eis uma outra boa opção para a instalação da sonda.

Claro que depende muito da qualidade do produto que você comprará no caso da indisponibilidade dos produtos cujos links foram disponibilizados acima, mas em síntese: com aproximadamente R$55,00 consegui um sensor barato, discreto, termopar do tipo K bastante confiável, com um range de temperatura extremamente elástico e leitura instantânea da temperatura. Ainda, por medir a temperatura direto no metal ele possibilita identificar problemas de superaquecimento em qualquer condição desfavorável: uso do veículo em condições severas, radiador obstruído, problemas na bomba d’água, perda do fluido de arrefecimento, travamento da válvula termostática, etc.

6 respostas para “Sensor digital para monitoramento da temperatura do motor”

  1. Preciosa e muito bem explicada instalação.Os detalhes mostraram cuidado e técnica.
    Só agradecer o tutorial e carinho de compartilhar com os compaheiros landeiros.

  2. Olhei no motor no motor 2.5 e essa peça de içamento e os parafusos não estão instalados. Gostaria de saber se alguém tem uma lista ou esquema que contenha os parafusos usados nesse motor ou de forma mais imediata qual é o parafuso usado nesses pontos.

  3. Edimar, dei uma olhada no manual “ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS
    INTERNATIONAL HS 2.5T(EURO I / EURO II)”, na página 78 e achei as seguintes especificações dos parafusos:
    Parafuso Flang. M8x10 – Alça Dianteira/Cabeçote
    Parafuso Flang. M8x20 – Alça Dianteira/Cabeçote
    Parafuso Flangeado M8x25 – Alça Traseira /Cabeçote
    Sendo que no manual consta, para os parafusos da alça traseira, o uso de vedante Loctite 567.
    Acho que o mais fácil é tentar conseguir as alças e parafusos originais em algum desmanche, pois não sei se as alças são vendidas como peça de reposição. Também há a possibilidade de fazer as devidas medições das distâncias entre os parafusos para mandar fazer a alça em uma serralheria.

    Espero ter ajudado.

  4. Boa noite !

    Ótima publicação / dica. Parabéns !

    Com esse sensor olhal de 10 mm eu consigo conectar no bujão do cabeçote ou o olhal deve ser maior ?

    1. Olá Luiz, provavelmente o olhal deverá ser maior, lembrando que o 10mm equivale a 1cm.
      O ideal seria utilizar um paquímetro para aferir o tamanho do bujão.

  5. Na.minha land coloquei um marcador por Mercúrio, comprei no MercadoLivre , removi o relógio e o coloquei. A ligação no.bloco foi feita onde entra a mangueira do ar quente no cabeçote, moro no.litoral de sp, então ar quente não faz falta, kkkk. Funciona q é uma blz. Mantive o marcador original e a diferença é absurda, como o original na posição de sempre,no meio, a variação conforme o uso é de 30 graus pelo de mercúrio, e o original nem se mexe. Vale a pena.

Os comentários estão desativados.