Eliminando o conector elétrico da solenóide da bomba injetora.

Os motores 300 Tdi são notáveis exemplares de uma já encerrada era de propulsores diesel 100% mecânicos, com zero eletrônica, extremamente simples, robustos, confiáveis (com algumas “ajudinhas”, é claro) e capazes de suportar consideráveis desaforos mecânicos, de combustível ou condução. O “sistema elétrico” de um 300 Tdi se resume ao motor de partida, as velas de aquecimento e a solenóide da bomba injetora. Continue lendo “Eliminando o conector elétrico da solenóide da bomba injetora.”

Limpador de para-brisa: palhetas batendo no quadro/borracha do vidro.

Há tempos que a minha 110 vinha apresentando um problema chato e intermitente: as palhetas do limpador do para-brisa eventualmente passavam do seu limite e batiam no quadro/borracha do vidro. A força e quantidade de batidas aumentava junto com a velocidade do limpador. Embora não fosse nada grave, era algo que incomodava. Continue lendo “Limpador de para-brisa: palhetas batendo no quadro/borracha do vidro.”