Barra A da suspensão traseira: troca de buchas e pivô

Aparentemente trocar buchas da suspensão não parece nada de mais, afinal é só remover o componente, extrair a bucha velha, colocar a nova e recolocar o componente no lugar. Nada de mais, né? Pois bem, falar é fácil… Fazer é literalmente uma BUCHA!

A melhor recomendação que eu posso dar para fazer a troca das buchas em casa é: faça em “prestações”, escolhendo um componente por vez para trocar as buchas, esperar alguns dias (ou semanas) e escolher outro componente.  Simplesmente não faça a troca de todas as buchas de uma vez, pois é um serviço bem pesado. Caso todas as buchas necessitem de troca imediata, o melhor é levar em uma oficina com as ferramentas apropriadas a disposição. Continue lendo “Barra A da suspensão traseira: troca de buchas e pivô”

Troca de molas e amortecedores.

Neste post o objetivo não é discutir qual o melhor conjunto mola/amortecedor, mas sim apresentar uma sugestão de procedimento para troca dos mesmos e eventuais melhorias que podem ser feitas durante o processo. Na minha 110 era necessário trocar os 4 amortecedores, que já estavam quase sem atuação, e as duas molas dianteiras, que nas 110 tem como característica de fábrica ceder e “baixar” a frente do jipe. Continue lendo “Troca de molas e amortecedores.”